Tamanho Fonte:

 
Untitled Document

MERGULHO


   
         
   
         
   
         
   
         
   

Clique nas fotos para ampliar
       


A maioria das escolas de mergulho de São Paulo faz o batismo dos alunos em Paraty devido a sua baía abrigada e a beleza da fauna marinha. Os mergulhos autônomos são feitos em ilhas, cujas bases rochosas terminam na areia do fundo. Dentro das tocas formadas pelas pedras ficam os peixes maiores como garoupas e badejos. Nadando próximos às pedras há dezenas de pequenos peixes coloridos. É normal encontrar durante os mergulhos arraias, caranguejos, estrelas do mar e tartarugas. Há poucos corais na região.

A visibilidade varia muito de acordo com o tempo e a época do ano. Durante o verão a água costuma ficar mais limpa do que no inverno. Entretanto se num local a água não está com boa visibilidade pode-se experimentar outro local próximo, pois é normal ocorrer diferenças de visibilidade mesmo em lugares não muito distantes.

Em Paraty existem diversas operadoras que oferecem cursos de mergulhos, alugam equipamentos, fazem recarga de cilindros, além dos passeios para mergulho. Quem nunca mergulhou pode fazer o “batismo” que é um mergulho autônomo com duração de 30 minutos acompanhado de instrutor, após uma rápida aula teórica (o “batismo” não dá direito à carteira de mergulhador e nem vale como curso).


Arraia descansando no fundo mar. (Foto: Oswaldo de Andrade Júnior)


Pontos de Mergulho

Abaixo alguns dos locais mais utilizados para mergulho autônomo na região:


Ilha dos Ganchos
Profundidades até 12 metros. A ilha é pequena e se você tiver um bom preparo físico, é possível rodeá-la utilizando um único cilindro. Há uma longa faixa de pedras submersas saindo de um dos cantos da ilha.




Laje dos Ganchos
Extensa laje submersa com profundidades de 4 a 15 metros. Localizada a menos de meia milha da Ilha dos Ganchos.


Ilha Comprida
Profundidades até 10 metros. Bastante utilizada pelas escolas de mergulho para fazer o “batismo” dos alunos. Por ser um dos locais mais abrigados da baía, também virou parada de escunas de turismo para a prática de snorkeling. Experimente jogar um pedaço de pão no mar, pois dezenas de peixes aparecem para comê-lo. Se houver muitas embarcações ancoradas vale a pena procurar outro local para mergulho.




Ilha dos Ratos
Profundidades até 12 metros. Há várias pedras espalhadas pelo fundo de areia. Possui rica fauna marinha sendo normal encontrar robalos, arraias e polvo.


Ilha dos Cocos
Costuma ter águas mais limpas do que em outras ilhas. Profundidades até oito metros. Na parte abrigada da ilha, a quatro metros de profundidade, existe uma caverna que proporciona excelentes fotos submarinas.




Ilha dos Meros
Perto da ilha dos Cocos, também possui águas mais limpas. Mergulho muito agradável por causa da areia branca em contraste com as pedras, que formam grandes tocas. Possui rica fauna marinha, sendo normal encontrar arraias e tartarugas. Do lado de fora da ilha a profundidade chega até 20 metros, mas o mergulho só é possível com o mar tranqüilo (para mergulhar do lado de fora da ilha a embarcação de apoio deve acompanhar os mergulhadores sem ancorar).